O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

31 de mar de 2010

ETILICAMENTE INCORRETO

Estava assistindo Californication, e o personagem principal, um escritor em crise, que não escreve há mais de cinco anos acaba sendo obrigado a escrever para um blog de uma revista de Los Angeles.
Hoje em dia conhecemos pelo menos uma dezena de pessoas de nosso círculo de relacionamento que possuem um blog.
Para divulgarem seus trabalhos, seus textos, suas idéias ou para simplesmente se divulgarem.
Sendo bom ou mal, excelente ou ruim todos acabam, de uma forma ou de outra, revelando suas partes mais viscerais.
Do alto da minha arrogância, escrevo de tudo para todos sobre nada.
Gostaria que os meus textos fossem mais filosóficos, reflexivos. No entanto, não consigo colocar estas "mal traçadas linhas" longe dos cliches que tanto abomino.
Todos se encaminham na direção de um sistema, falso ou impune, que premia a todos.
Sendo marginais ou bem posicionados nas engrenagens do "stablishment".
Não há escapatória dos moldes pre-existentes.
As vezes, quando leio qualquer coisa minha que descamba para o reflexivamente filosófico, percebo que estou muito longe de escrever algo brilhante ou que possa mudar as pessoas, seus comportamentos ou idéias.
Se tivesse uma tendência etílica, provavelmente estaria como Hank Moody, personagem do seriado, bebendo para esconder minhas frustrações pelo passado ou pelo futuro incerto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.