O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

10 de nov de 2009

PARA FAZER MISSÕES NO MUNDO...

Diferente do que muitos pensam missões não é passar fome, viver na miséria, sofrer o tempo todo, passar por provações sobrenaturais e blá blá. Eu não estou louca. Mas a idéia que nós fazemos do que é missões é bem diferente do que realmente é.

Por que falo isso? Porque eu tenho vivido missões. Fazer missões, ser missionário é viver a vida para pregar o evangelho. É viver para amar um povo que você nem conhece e nem faz parte. É amar pessoas que você nem sabe o nome e largar tudo para ir falar a essa pessoa que Jesus morreu na cruz por amor a ela. É estar no meio de várias crianças doentes, sujas, com piolhos e abraçá-las, demonstrar amor.

Eu estava pensando nisso hoje. A gente passa pelos outros com nojo. Nós vemos um morador de rua e desviamos. Nós não tocamos em pessoas sujas. Nós queremos distancia delas. Imagino se Deus fizesse o mesmo conosco por causa da nossa ‘sujeira’, dos nossos pecados, das nossas falhas. Jesus disse: Ame o Senhor teu Deus de todo seu coração e de todo seu entendimento. Ame ao seu próximo como a si mesmo. Se eu estivesse no lugar dessas pessoas eu iria querer compaixão, amor, atenção. Se eu fosse um mendigo eu iria querer mais do que um prato de comida. Se eu fosse uma dessas crianças daqui onde estou, com o nariz escorrendo, roupas sujas, doentes que não recebem carinho da mãe eu iria querer que alguém me abraçasse.

A diferença é que ao invés de trabalhar para ganhar dinheiro, o missionário trabalha para ganhar almas. Todos nós somos pecadores que somente pela graça de Deus somos salvos. Esse mesmo Deus que nos ama tanto não nos deixa faltar nada. Por que será então que nos importamos tanto em ter cada vez mais e mais dinheiro. Por que não nos importamos em ganhar cada vez mais e mais almas para Cristo? Quem tem sido o Senhor da nossa vida? O dinheiro ou Deus.

Eu gostaria muito que cada um de vocês pudesse ter essa oportunidade que estou tendo. De estar em um campo missionário. Vocês veriam como essas coisas são tão pequenas. Que Deus é e sempre será soberano. Que Ele tem poder para tudo. Que Ele é o Deus que levanta e sustenta.

Sou muito grata a Deus por todas as bênçãos na minha vida. Porque nada me falta e Ele tem suprido todas as minhas necessidades. Esse é o preço de viver na dependência de Deus: Não ser dono dos seus caminhos. Não cabe a mim dirigir os meus passos, mas a Deus, Senhor da minha vida, razão do meu viver.

Nathalia Motta de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.