O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

25 de nov de 2009

EQUIPE DE LOUVOR NÃO É FORMADA POR LEVITAS


Recebi este vídeo de um conhecido, que falava em tom de brincadeira que o sujeito era o novo músico da equipe de louvor de sua igreja.
Respondi para ele, apenas para ele, que o sujeito não poderia fazer parte da equipe de louvor, porque não chorava, não fechava os olhos e muito menos ficava de frente para a parede de braços abertos, fixando uma adoração ao concreto.
Entretanto, minha reposta jocosa, acabou se tornando um veradeiro espinho.
Os sapinhos da Lagoinha ou os clones da senhora Valadão se multiplicam em todas as igrejas evangélicas.
E equipe de louvor acabou se tornando o altar.
E não um meio de conduzir a congregação ao louvor a adoração a Deus.
Claro que muitos estarão dizendo o contrário. Até porque precisam defender aquilo que acreditam ser um holocausto a Deus e não, uma fogueira de vaidades, ardendo os egos dos ministrantes.
Talvez por não citar textos bíblicos, os contrários podem classificar meus textos como achismos ou simples má-vontade com o estilo e formato equipe de louvor.
Desta vez, vou fazer diferente.
Algumas pessoas de equipes de louvor e gospeler, se classificam como levitas.
Em Números, 1.50-54, vemos uma das funções dos levitas.
50 Mas tu põe os levitas sobre o tabernáculo do testemunho, e sobre todos os seus utensílios, e sobre tudo o que pertence a ele; eles levarão o tabernáculo e todos os seus utensílios; e eles o administrarão, e acampar-se-ão ao redor do tabernáculo.
51 E, quando o tabernáculo partir, os levitas o desarmarão; e, quando o tabernáculo se houver de assentar no arraial, os levitas o armarão; e o estranho que se chegar morrerá.
52 E os filhos de Israel armarão as suas tendas, cada um no seu esquadrão, e cada um junto à sua bandeira, segundo os seus exércitos.
53 Mas os levitas armarão as suas tendas ao redor do tabernáculo do testemunho, para que não haja indignação sobre a congregação dos filhos de Israel, pelo que os levitas terão o cuidado da guarda do tabernáculo do testemunho.
54 Assim fizeram os filhos de Israel; conforme a tudo o que o SENHOR ordenara a Moisés, assim o fizeram.

Continuando no capitulo 3.6-13:
6 Faze chegar a tribo de Levi, e põe-na diante de Arão, o sacerdote, para que o sirvam,
7 E tenham cuidado da sua guarda, e da guarda de toda a congregação, diante da tenda da congregação, para administrar o ministério do tabernáculo.
8 E tenham cuidado de todos os utensílios da tenda da congregação, e da guarda dos filhos de Israel, para administrar o ministério do tabernáculo.
9 Darás, pois, os levitas a Arão e a seus filhos; dentre os filhos de Israel lhes são dados em dádiva.
10 Mas a Arão e a seus filhos ordenarás que guardem o seu sacerdócio, e o estranho que se chegar morrerá.
11 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
12 E eu, eis que tenho tomado os levitas do meio dos filhos de Israel, em lugar de todo o primogênito, que abre a madre, entre os filhos de Israel; e os levitas serão meus.
13 Porque todo o primogênito é meu; desde o dia em que tenho ferido a todo o primogênito na terra do Egito, santifiquei para mim todo o primogênito em Israel, desde o homem até ao animal: meus serão; Eu sou o SENHOR.

Observando estes versículos, já podemos descartar talvez 98% dos músicos e cantores de equipes de louvor e gospeleres que conhecemos.
Os levitas tem que demonstrar zelo pelo tabernáculo, cuidar da ministração e dos objetos de culto. A maioria só aparece nas igrejas aos domingos, ou quando tem ensaio, apenas para cantar ou tocar.
E as ministrações são na maioria dos casos sem propósito, repetições das letras que serão cantadas, expressões da incoerência humana ou cópias de modelos de ministração de Lagoinha e outros "ministérios de louvor".
Os levitas estão 100% do seu tempo, voltados para as coisas do Senhor.
E se pensarmos que muitos dos músicos que tocam nas igrejas se tornam profissionais, e que no sábado, podem ficar até altas horas da madrugada de domingo, tocando em bares ou em festas, menos ainda, podem ser classificados como levitas.
Como também tem aqueles que são sideman de cantores gospeler, e por compromissos, não aparecem nas suas igrejas.
A questão principal: compromisso.
As equipes de louvor se direcionam para atuações pontuais aos domingos.
E chamar isto de ministério, é reduzir o sentido bíblico e transformar a ideia ministerial em qualquer coisa que se faça na igreja, mesmo que não tenha um compromisso com Deus ou sua obra, tomando por base os levitas.
Talvez o mais próximo de um levita, seja um ministro de música (ou adoração) que trabalhe full-time em alguma igreja.
Talvez...
Ezequiel 44.10 Mas os levitas que se apartaram para longe de mim, quando Israel andava errado; os quais andavam transviados, desviados de mim, para irem atrás dos seus ídolos, levarão sobre si a sua iniqüidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.