O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

22 de out de 2009

TREINAMENTO PARA TIRO DE LONGA DISTÂNCIA

RIO - O governador Sérgio Cabral disse, na manhã desta segunda-feira, que o setor de inteligência da polícia não sabia da possibilidade de uma invasão ao Morro dos Macacos e que ainda não está confirmado que a ordem de invasão partiu de um preso na penitenciária de Catanduvas, no Paraná. A declaração de Cabral contraria a do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, que informara no sábado, inclusive, que policiais estiveram na favela na noite de sexta-feira à espera da ação.

- Não temos essa informação de que a polícia sabia. Nessa hora, o que mais tem é palpiteiro. Toda hora que estressa, aparecem os urubus para gerar um clima em torno do assunto que estamos tratando com a maior seriedade e de forma despolitizada. Eu e Mariano não temos a informação de que a policia sabia.

Cabral contrariou ainda outra informação dada pela Secretaria de Segurança Pública, de que a ordem para a invasão do Morro dos Macacos partiu do presídio de Catanduvas. Segundo ele, isso ainda não está confirmado.

No domingo, durante o enterro dos dois soldados mortos na queda da aeronave, Beltrame disse que a tentativa de invasão ao Morro dos Macacos ocorreu aos poucos e de maneira dissimulada, diferentemente de outras ações do tipo, quando criminosos organizam "um bonde", composto por várias pessoas. Segundo ele, os bandidos começaram a entrar na favela dias antes, em duplas ou sozinhos. O ataque final estava marcado para este sábado mas, de acordo com o secretário, a invasão não foi concretizada.(fonte O Globo Online)
Nossas autoridades não se entendem.
Podemos confiar no governador ou no "palpiteiro" do secretário de segurança que ele escolheu?
Enquanto isto, nós continuamos andando de ônibus, de carro, a pé e ou de bicicleta sem blindagem nenhuma.
Depois do helicóptero abatido como um pardal com estilingue, ninguém está mais seguro no Rio.
Mas ainda bem, que vamos ter Olimpíadas aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.