O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

2 de abr de 2009

ROLETA RUSSA

O equilíbrio está em saber quando usar o coração e quando usar a razão.
As vezes eu fico pensando que se a gente vira para Deus e pede: eu quero uma namorada! Quero alguém que me complete, Deus vai olhar para nós e dizer: você não tem mais nada importante para pedir não?!?!?! 
Minha graça te basta...e vai fazer o que você devia estar fazendo....justificar para que você nasceu.
Diálogo insólito mas possível.
Não acredito que se pedirmos alguém de Deus para namorarmos, casarmos ela cairá do céu como as codornizes ou maná no tempo de Moisés.
Os relacionamentos acabam sendo muito banais
Ainda mais quando existe sempre o outro lado.
O que aumenta vertiginosamente as possibilidades da relação ser uma via de mão-única.
Estou meio cansado, entediado com esta coisa de relacionamentos.
Escrever sobre isso.
Talvez seja pelo que eu andei deixando no meio do caminho.
Ou por frustração.
Quanto mais nos dedicamos a alguma coisa , melhor nos tornamos.
Mas não dá para aplicar isto a relacionamentos.
É uma roleta russa
Você pode dar sorte de encontrar alguém que seja certo para você e você para ela...
A verdade no final das contas é que os relacionamentos acabam sendo por acomodação.
Você acaba aceitando quem está ao seu alcance, e não, quem você deseja..
Como é uma roleta russa, pode ser que no primeiro disparo eu já tenha morrido.
Sem sorte no amor...
Se você for perceber ao seu redor, as pessoas são infelizes pelos relacionamentos frustrados, e não pela falta material de alguma coisas.
Apesar de estarmos numa sociedade mercantilista e capitalista.
As coisas precisam ser diferentes para realmente serem diferentes
Não dá para mudar e tudo permanecer igual
Cada um sabe quando ultrapassou sua linha de chegada.
Com premiação ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.