O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

1 de abr de 2009

O BANAL, PRESSUPÕE MEDIOCRIDADE pt2

Os trejeitos superam a autenticidade.
Fechar os olhos, levantar as mãos, olhar para o alto e até chorar falando com a voz embargada faz parte do processo cênico que muitos adotaram.
Um amigo disse que ninguém chora bonito.
Até porque em um momento de emoção, ninguém pensa se vai sair bem na foto ou no vídeo.
Mas alguns conseguem sair com lágrimas no rosto sorridente.
Um choro sorridente.
Sem a voz transtornada.
A técnica supera a emoção.
É obvio e translúcido que não nutro gosto pela muzk gospel e seus representantes.
Sendo genuínos ou apenas aparentes.
Como também não gosto de bandas fakes como Bonjovi, Motley Crue, Jonas Brothers, NSync, Marilyn Mason, etc.
Musicalmente e artisticamente estão muito mais atreladas ao marketing, a imagem do que a qualquer talento.
Na industria gospel, entre livros, CD, DVDs, a questão mercadológica não foge a regra do mercado secular.
Loiras platinadas, morenas saradas, cantores gomalinados levantam mãos e olhos para os céus enquanto seus bolsos vão se enchendo do dinheiro dos incautos que compram estes embustes acreditando que representam espiritualidade e verdade.
O maior fenômeno muzkal gospel, segundo fontes da gravadora, é o senhor Regis Danese.
Se ele é autêntico ou não, cada faça sua escolha em ouvir ou não suas canções.
Fácil degustação auditiva, descartável e medíocre.
E cantar Como Zaqueu, levantando os braços, fechando os olhos e fazendo expressões de riso choroso é um cenário muito comum em muitas igrejas.
E muito banal também.
Como hoje é 1º de Abril: Regis Danese é sensacional!!!!!!!!!!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.