O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

16 de fev de 2009

A MIRAGEM



Um flash, sem eira nem beira
Não diga besteira
É bom você saber
Merece, respeito é bom e eu gosto
Aposto que seu gosto é duvidoso

E é tão claro que o que foi já não é mais vantagem
Vai pela sombra e o que sobra é a, a miragem
E é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagem
Vai pela sombra e o que sobra é miragem

Esquece que o jogo é jogado
E deixa de lado o resultado
Não vale nada
Conhece de trás pra frente, o verso todo
Rimando com a situação

E é tão claro que o que foi já não é mais vantagem
Vai pela sombra e o que sobra é a, a miragem
E é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagem
Vai pela sombra e o que sobra é miragem

Parceria só com quem convém não tem o menor cabimento
Já não vale um vintém nem penar do meu consentimento

E é tão claro que o que foi já não é mais vantagem
Vai pela sombra e o que sobra é a, a miragem
E é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagem
Vai pela sombra e o que sobra é miragem
E é tão claro que o que foi já não é mais vantagem
Vai pela sombra e o que sobra é a miragem
E é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagem
Vai pela sombra e o que sobra é miragem
A miragem... A miragem... MI-RA-GEM

Jay Vaquer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.