O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

17 de nov de 2008

FOLIE À DEUX

O ano passou rápido.
Estamos em novembro.
Parece que ontem era fevereiro.
Os dois últimos anos passaram muito depressa.
Ou foram muito bons, ou psicologicamente ou metafisicamente tudo está passando tão corrido quanto a paisagem de dentro de um carro de fórmula um.
Só vou descobrir se foram bons e/ou se tudo que estou fazendo vai valer a pena, ou dará certo quando passar também dois ou três anos.
Estas questões de ser bom ou ruim, são sempre relativas, quando pesamos as diversas correntes que carregamos.
Eu não vejo monstros nos meus caminhos e muitos menos divido estes delírios com qualquer pessoa.
Nada de Sindrome de Helsinki.
Depois de uma semana corrosiva em comentários, onde todos os votos foram quebrados, nada como a bonança após a tempestade.

Um comentário:

  1. Krek, vim agradecer por sua adesão à coletiva Coisas do Brasil e avisar que seu blog já está na lista de participantes. Boa semana! Andréa Motta

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.