O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

19 de nov de 2008

2010: O ANO QUE FAREMOS CONTATO


Uma das minhas muzks preferidas do Van Halen, acho que também de um monte de gente, é Not Enough.
Em alguns sites de tablaturas (ou partituras) de guitarra alguns classificam como um dos melhores solos.
Lá pelo meio da muzk, Sammy Haggar canta que o amor machuca algumas vezes, além de não ser fácil encontrá-lo.
Todo mundo conhece alguém que alguma vez sofreu uma decepção amorosa.
Todo mundo passa por isso.
Em proporções pequenas ou catastróficas.
Nos últimos tempos, meus amigos resolveram (ou decidiram) que eu devia casar de novo. Ou pelo menos namorar para conhecer alguém e casar.
Está sendo um bombardeio de sugestões.
A esposa de um dos meus amigos, virou para mim e disse: a idade tá chegando...você tem que encontrar alguém.
Entre os muitos comentários e sugestões que ouvi, vocês formam um casal exótico, você devia namorar ciclana, você devia ir viajar com fulana.
Você devia procurar uma senhora da sua idade.
Nos últimos tempos, descobri que love hurts sometimes, e para amar alguém eqüitativamente os dois lados precisam estar equilibrados e em sincronização.
Pelo esforço concentrado e muitas vezes pandego, tenho observado outros casais com seus comportamentos e atitudes.
Há uns anos atrás assisti a uma palestra de um pastor que denomino de bom velhinho pelos pensamento, idéias e idade. Ele na palestra sobre namoro, aconselhava aos jovens a só beijarem suas namoradas depois de seis meses de namoro. Quando namorava sua esposa, era só de longe.
Beijo no rosto depois do sexto mês e pegar na mão, só quando tivesse certeza do relacionamento.
Década de 50 e 40, isto é bem lógico.
No século 21, soa ultrapassado e estranho.
O melhor (ou pior) que um seguidor seu seguiu suas estranhas regras de conduta.
O cara era estranho.
Ops...É estranho.
E este comportamento se prolongou por bastante tempo.
Acho q depois que casaram ele já pega na mão dela.
Outro conhecido, namorava há uns 4 anos e não havia relato de beijo em público.
Pegar na mão menos ainda.
Ele ficou noivo, e pelo menos agora ele coloca os braços em volta dos ombros dela.
Todos eles ainda na casa dos 30 anos.
Talvez isto seja um revival dos anos 40 e 50.
Esta busca pelo equilíbrio oposto é tão desequilibrada quando o foco está naquilo que os outros falam. Aliás, a insegurança latente exige que os outros aprovem o relacionamento, independente da sua aprovação.
Para ser bem aceito, deve compartilhar das regras politicamente corretas.
Muitos acabam casando para não ficarem sozinhos, por causa de aparência, status ou necessidade do cargo.
Pelos outros já devia estar namorando ou casado de novo.
Entretanto, não adianta campanha.
Em algum momento as coisas vão acontecer.
Pode ser em 2015...
...ou quem sabe agora.

2 comentários:

  1. É rapaz... Acho que será antes do que você pensa... só resta saber se vc sobreviverá!!!! hehehe

    ResponderExcluir
  2. Viu... nem demorou. Foram só mais 2 anos.
    ETA

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.