O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

20 de out de 2008

DISCUTINDO RELAÇÃO pt 0

Um dos momentos mais desgastantes de qualquer relação é quando se discute como está se processando a vida a dois.
Sendo namorados, noivos ou casados, a mulher sempre gosta de esmiuçar o detalhe.O micro se torna macro.
Aquele dia que você nem se lembra mais, volta das profundezas como um tsunami, devastando o que ainda resta do convívio.
Absurdo.
Para as mulheres, não.
Machismo meu, não.
Apenas uma miopia relacional de ambos.
Toda vez que discuti relação, foi para acabar.
Nada pode resistir a uma discussão de relação.Claro que os homens, por via de regra, tem maus hábitos.
Roupas espalhadas, meias sujas ou cuecas no banheiro fazem parte do
modus vivendus do homem.
Por mais que o homem possa gostar do seu equilíbrio oposto, a insegurança sempre vai pairar.
Um amigo meu está com um problema que a mulher está trabalhando em outro estado.
Os horários não se encaixam.
Nem sempre a ponte-aérea resolve a distância.
Com certeza já caíram na discussão de relação.
Mesmo que o problema não esteja na relação, ela vai aparecer no centro da conversa.
Talvez seja um exagero da minha parte achar que todas as conversas terminem na discussão da relação.
Talvez...
Outro amigo, namora um menina mais velha.
Ele com 26 e ela com 32 anos.
Ela solteira, independente financeiramente, com sua carreira jurídica despontando, mas totalmente dependente emocionalmente dele.
Por ele ser mais jovem e ainda não ter se decidido por uma relação mais séria, vivem discutindo relação.
Aquela mesma e igual cena, o homem senta e diz:
ok, o que você quer falar?
Ela, levanta e responde: tá má vontade para conversarmos sobre nós dois?
Entre desatenção e choramingo, o debate se arrasta entre o nada e o tudo.
Qual o resultado?
Nenhum.
Mas mês que vem eles vão discutir novamente a relação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.