O Pé

O Pé
Tudo que pisamos, nos apoia.

1 de set de 2008

O ANTAGONISMO CRÔNICO

Por mais que se queira alguma coisa, muitas vezes é o que mais não devemos ter.
O desejo acaba se tornando obsessivo, numa ânsia doentia de querer alguém ou algo.
No limiar da razão e da loucura, se transforma num transtorno compulsivo.
Fonte de inspiração para escrever textos, muzks, pintar, falar e fazer terapia.
O instinto de auto-preservação vocifera lá dentro do ouvido quando não raciocinamos, e deixamos o irracional coração decidir o rumo de nossos atos.
Equilíbrio.
A palavra que norteia as ações que devemos ter em nossas vidas.
Como já cansei de escrever por aqui, o equilíbrio está sempre fora de nós.
O fiel da balança é um ponto imaginário, quase fictício, que prende no intangível os dois lados desta balança.
A prática desta aventura metafísica, pode passar por noites mal dormidas, febres, calafrios mal humor, impaciência.
Um cardápio extenso de reações pouco ortodoxas.
Algumas destas situações obsessivas só o tempo resolvem, outras num piscar de olhos, na descoberta ou confirmação do desejo unilateral.
O desejo de viver relações mais duradouras e profundas é um antagonismo na relação comercial que praticamos com nossos pares.
Vivemos num grande supermercado, onde as pessoas estão expostas em prateleiras e compramos aquelas que tem a embalagem mais bonitinha.
Ou então, aqueles frascos de perfumes onde o exterior é muito mais belo e durador que seu conteúdo.
A inversão dos valores empurra muitos ao abismo da superficialidade das relações.
Talvez seja neste ponto que a frustração seja maior que a realização e desejo de relacionamentos mais profundos e próximos.
O medo da incerteza de ser certo, ou que vá dar certo, numa verdadeira loteria.
humm...
Pelo menos voltei a dormir bem.
Muito bem.

2 comentários:

  1. obsessão...
    Loteria...
    Perda ou alcance do sono...
    Frustração...etc.
    São palavras frequentes e o próximo capítulo e sempre rodeado de poucas emoções, pois elas se repetem...entretando,não me cabe o discrédito, mais sim o apoio, e a garantia da frase "que seja eterno enquanto dure"...
    Mto boa sorte nesta nova certeza.

    ResponderExcluir
  2. "...Que seja seu falar, sim, sim, não , não..."
    Foi irresitível esse versículo!

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante, mesmo que seja nada, ele pode ser tudo.